28thjul

O evento, que funcionará como uma “PixDay”, tem como objetivo trazer a reflexão que se deve apoiar a pauta LGBTI+ durante todo o ano – e não só em junho, mês do orgulho -, e levantar fundos para a iniciativa

No próximo sábado (31 de julho), realizaremos o evento online “#OOrgulhoContinua”, uma “superlive” com artistas, personalidades e pessoas públicas convidadas para participar conosco de forma voluntária, por cerca de 15 minutos, a fim de levantar recursos para continuar financiando nossas atividades até o fim de 2021. A ação, que após um mês do Dia do Orgulho LGBTI+ relembra que é necessário o apoio a pauta durante todo o ano e não só mês de junho, vai funcionar como um “Pixday”, em que estaremos aceitando doações de qualquer valor para a continuidade do nosso trabalho.

Infelizmente, o Evangélicxs pela Diversidade tem enfrentado, como outras iniciativas, grupos e coletivos, o desafio de se manter atuante – por razões financeiras –, correndo risco efetivo de ver interrompidas muitas de suas atividades e representações.

Diferentemente de outras instituições religiosas, principalmente evangélicas, espalhadas pelo Brasil e pelo mundo, não temos grandes financiadores e nem temos a prática constante de fazer apelos por grandes ofertas, e, até então, Deus tem nos abençoado no pouco e nos permitido fazer muito. Entretanto, é preciso recursos para a obra.

Nossa vocação e tarefa, além de acolher através de nossos núcleos espalhados pelo país pessoas LGBTIA que sofrem com o discurso evangélico lgbtifóbico, é incidir, sobretudo, em espaços onde o ódio, a intolerância, a violência, a discriminação e o preconceito contra as pessoas LGBTI+ predominam, e há a necessidade de se apresentar uma fé evangélica inclusiva, afirmativa e progressista, que festeja a diversidade sexual e de gênero e a entende como parte da criação divina.

Acreditamos que todas as pessoas têm direito de viver sua espiritualidade e a expressar a fé com a qual se identificam, e a sexualidade não deve ser um aspecto que as impede disso. Ao contrário do que muitas instituições religiosas pregam, cremos que Deus, em suas diversas formas, se alegra conosco e se regozija com nossa existência.

Temos construído nossa presença nas mais diversas mídias sociais (principalmente, nosso site, Instagram, Facebook, Twitter, YouTube e plataformas de streaming), em fóruns de discussão pastoral e bíblico-teológica, além de coalizões da sociedade civil na OEA (Organização dos Estados Americanos), na ONU (Organização das Nações Unidas) e em outros espaços públicos para levar o debate sobre fé cristã e sexualidade de maneira séria, discutir sobre temas relevantes para a comunidade, defender os Direitos Humanos, desconstuir narrativas lgbtifóbicas e disputar o discurso evangélico lgbtifóbico que hoje prevalece.

Por isso, precisamos da sua ajuda: para continuar sendo a única iniciativa transdenominacional do país que reúne pessoas LGBTI+ evangélicas e aliadas, a fim de ser uma voz que se opõe ao fundamentalismo e conservadorismo religioso e seus impactos na vida da população LGBTI+ no Brasil.

Escreva um comentário